Especialistas avançam que sintoma foi identificado em pacientes com mais de 60 anos.

Após um ano de pandemia da Covid-19, continuam a surgir novos sintomas da infeção pelo coronavírus e este está relacionado com a sexualidade.
Considerado muito raro mas possível, um novo sintoma identificado são as ereções. Sim, leu bem. As ereções que duram mais de quatro horas, em pessoas com mais de 60 anos.

A notícia está a ser avançada pelo jornal espanhol El Economista, que cita o estudo publicado pelo The American Journal of Emergency Medicine. A pesquisa avança, por isso, que foram descobertos pacientes Covid que desenvolveram priapismo (ereção persistente e que se pode tornar dolorosa).

Os especialistas sustentam, no entanto, que devem ser realizadas mais pesquisas para corroborar a relação entre a Covid-19 e este problema de saúde.
Os investigadores avançam que a causa desse problema será a existência de coágulos que impedem o sangue de irrigar de forma homogénea outras partes do corpo dos homens, fixando-se no pênis.

Fonte:

https://www.cmjornal.pt//mundo/detalhe/20210311-0925-erecoes-que-duram-mais-de-quatro-horas-o-novo-sintoma-da-covid-19